O futuro do RH

No início da história dos Recursos Humanos, tudo era pensado e voltado à remuneração. Mas, com o passar dos anos, novos conceitos foram criados e inseridos na área, focando também no espaço organizacional, com processos e etapas mais humanizados, e na implementação de funções como o treinamento e a avaliação.

Com a evolução da informação e da tecnologia, as funções do RH foram mudando e se moldando ao presente. Saindo um pouco da análise de comportamento, adota-se cada vez mais o modo estratégico para planejar e melhorar a gestão de pessoas, pensando no futuro do RH. Com essa evolução, o foco principal muda e muito mais do que só analisar os recursos da organização, agora a preocupação maior é o ser humano. Criar e desenvolver habilidades, ter agilidade na resolução de problemas, concluir a demanda de serviços e ter diferencial ao lidar com as situações do dia a dia da instituição, são algumas das preocupações da gestão de competências, que visa treinar ainda mais os colaboradores em áreas específicas e de acordo com a organização visada.

A concorrência pesada faz a falta de diferencial entre as empresas se destacar e, muitas vezes, o segredo para solucionar esses problemas criativos é o colaborador. A partir do momento em que o funcionário é bem treinado e guiado dentro da instituição, ele consegue enxergar oportunidades de crescimento tanto pessoal, quanto da organização, aumentando a produtividade e encontrando as soluções necessárias.

O Marketing e o futuro do RH

Mesmo diante de tanta evolução, a maior dificuldade no futuro do RH ainda é deixar de lado a burocracia e técnicas mecânicas utilizadas. O posicionamento adotado deve ser totalmente estratégico e humanista, buscando entender as pessoas na sua essência e permitindo que todos tenham as mesmas oportunidades de crescimento.

O setor de RH deve sair da sua zona de conforto e circular por outras áreas da empresa, incorporando outras funções e utilizando isso para traçar estratégias mais diretas. O trabalho em grupo entre diferentes departamentos com certeza servirá de incentivo para o colaborador se aprofundar em outras áreas de conhecimento e, ainda, se sentirá mais motivado e valorizado pela organização.

O Marketing e o RH são áreas que deveriam trocar mais informações, entretanto com o tempo e as necessidades, isso tenderá a acontecer. Os dois departamentos são uns dos mais importantes dentro das instituições e, certamente, com sua união para traçar estratégias, as chances de tomar decisões assertivas aumentarão ainda mais.

Posicionamento

A rotatividade dos funcionários é um dos problemas que as empresas enfrentam e o setor deverá se organizar e se preparar para lidar com essa alternância. Cada vez mais os colaboradores frequentam menos as empresas, já que o trabalho externo ou o realizado em casa é uma tendência que só cresce. Portanto, é preciso que o departamento de recursos humanos se adapte a isso e saiba tomar as melhores escolhas, pensando no bem comum.

Uma das medidas mais urgentes solicitadas é a digitalização de todos os papéis, arquivos, e o uso de ferramentas. Isso facilita o trabalho não só do setor, como também o entendimento dos funcionários sobre a parte burocrática, viabiliza o acesso de outras áreas da empresa aos documentos e, principalmente, torna tudo mais confiável e preciso.

A Cezanne disponibiliza uma plataforma online de gestão de recursos humanos, capaz de promover a interação entre gestores e colaboradores. Pense no futuro e invista em software de gestão!

Você pode também estar interessado em...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar uma demonstração

Por favor, preencha o formulário que se segue para solicitar uma demonstração ao vivo do sistema.

Não fazemos mau uso dos seus dados pessoais. Leia a nossa Declaração de Privacidade para mais informação.