Onboarding e Inboarding: o que são e quais as diferenças?

Colaboradores engajados com as mãos dadas e trabalho em equipe | Onboarding e Inboarding: o que são, diferenças e importância

Fazer a gestão de talentos de vossa empresa comporta diversas dimensões, que passam pelo processo de recrutamento de profissionais que agreguem valor às atividades do negócio e, também, pelo trabalho realizado com aqueles que já são colaboradores. Pensando nisso, neste texto vamos fazer uma diferenciação entre abordagens Onboarding e Inboarding na gestão de recursos humanos das empresas.

Além de diversas medidas a serem tomadas no que se refere a manter o bem-estar e a motivação dos colaboradores no ambiente de trabalho, também é possível (mais do que isso, desejável) dar importantes passos no sentido de otimizar a gestão de talentos no interior da corporação. Neste sentido, os departamentos de recursos humanos devem estar munidos de diversas ferramentas para efetuar a integração de novos colaboradores, além de manter aqueles que já se encontram há um certo tempo na empresa sintonizados com o que há de mais moderno e funcional, tanto nas suas atribuições profissionais quanto na organização do ambiente de trabalho.

Onboarding: integração de novos funcionários

Diversas pesquisas mostram que inserir com cuidado os novos contratados no cotidiano da empresa, levando em consideração as peculiaridades do indivíduo e as normas e padrões da organização, contribui bastante para o próprio recrutamento de novos funcionários, uma vez que aumenta-se o aproveitamento dos recrutados e gera-se uma maior economia nesta etapa. Basicamente, o onboarding na gestão de recursos humanos consiste em integrar adequadamente os novos talentos à empresa. Este momento é fundamental para aprofundar o engajamento desses colaboradores e, inclusive, oferecer treinamentos e demais ferramentas de integração.

Com este processo, busca-se atingir diversos objetivos, dentre os quais os principais são promover a satisfação no trabalho dos novos colaboradores, oferecer todas as ferramentas e recursos para que o desempenho nas atividades laborais seja o maior possível e, como não poderia deixar de ser, diminuir a rotatividade, que embora seja uma marca das relações de trabalho no mundo contemporâneo, deve ser controlada e não pode ocorrer em excesso. Não é à toa que o Cezanne HR lhe oferece a possibilidade de planejar o ciclo de vida do colaborador da sua entrada até aposentadoria. É importante ressaltar que essa integração se dá tanto do ponto de vista de habilidades e processos de trabalho, quanto de envolvimento, engajamento e motivação. Em outras palavras, é bastante profícuo que se realize todo um planejamento de carreira e sucessão, o que também é abarcado pela ferramente da Cezanne HR.

Inboarding: gerenciar os talentos já existentes

A importância de desenvolver estratégias de integração onboarding já é bastante compreendida no mundo corporativo, porém se torna necessário pensar em ferramentas para lidar com aqueles colaboradores que já encontram-se há um tempo razoável na empresa. Trata-se do Inboarding. A diferença pode parecer sutil à primeira vista, mas muitas vezes não se dá a devida atenção aos colaboradores com maior tempo de casa, o que pode acarretar desmotivação, diminuição do engajamento e, até mesmo, saída do empregado por decisão própria (em última instância).

Em primeiro lugar, cabe citar que a evolução tecnológica e dos processos de trabalho no mundo contemporâneo é bastante rápida e dinâmica, o que tem como consequência a percepção de que deve-se oferecer treinamentos e atualizações constantes a todos os colaboradores, mesmo os mais longevos. Fazê-los cair na comodidade ou delegar-lhes integralmente a responsabilidade de se aprimorar pode levar ao atraso na adequação da empresa ao que há de mais moderno, eficiente e eficaz em seu segmento. Inclusive, uma das consequências dessas ferramentas de integração Inboarding é justamente despertar no empregado a necessidade de aprimorar-se constantemente

Quanto a essas habilidades, vale dizer que abarcam tanto as chamadas hard skills quanto as soft skills, que correspondem a habilidades emocionais e comportamentais e estão cada vez mais em voga nas relações contemporâneas de trabalho. O mundo corporativo atual demanda um colaborador que alie aptidões técnicas, que devem ser flexíveis e polivalentes, à inteligência emocional. As ferramentas oferecidas pelas soluções do Cezanne HR contribuem bastante para otimizar o dia a dia do trabalhador e mantê-lo sempre atualizado, de acordo com as demandas do mercado.

Módulo integrado do Cezanne HR de Integração e Ciclo de Vida

Feita essa apresentação introdutória sobre conceitos básicos adotados pelos departamentos de recursos humanos das empresas, cabe agora mostrar a ferramenta do Cezanne HR de Integração e Ciclo de Vida, que surgiu justamente com o intuito de dar conta de todas as especificidades descritas acima. Com ele, podes planejar todo o ciclo de vida de vossos colaboradores, desde a integração inicial até a aposentadoria.

O módulo integrado Cezanne HR de Integração e Gestão do Ciclo de Vida combina portais de integração fáceis de configurar com um gerenciador de tarefas inteligente que torna mais simples gerenciar qualquer tipo de atividade que envolva várias pessoas, tarefas e prazos. Com ele podes, por exemplo:

  • criar portais de boas-vindas personalizados e atraentes;
  • ajudar os novos integrantes a sentirem-se em casa;
  • assumir o controle das listas de tarefas;
  • melhorar o modo como os eventos do ciclo de vida dos funcionários são gerenciados.

A importância da cultura do feedback

Hodiernamente, valoriza-se muito nas empresas a chamada cultura do feedback. Ela se refere à necessidade de se prestar aos colaboradores um constante retorno acerca de suas atividades, tanto no que tange a resultados quanto a pontos em que o colaborador eventualmente precise se aprimorar. Ter esta política com bastante clareza na estrutura da empresa ajuda bastante a manter os funcionários motivados, engajados e, principalmente, com maiores índices de produtividade.

Pensando nisso, é fundamental para as empresas ter um processo automatizado de gestão de recursos humanos. A Cezanne HR oferece um software com diversos módulos de soluções, os quais abarcam todo o processo de gestão e lhe permitem ganhar tempo, eficiência e eficácia. Outra ferramenta importante na relação com os colaboradores é a avaliação de desempenho, com a geração de relatórios que visam a assegurar a maior produtividade possível dos colaboradores e oferecer o tão falado feedback, de forma bastante construtiva para as equipas.

Solicite uma demonstração do Cezanne HR

Quer experimentar e sentir na prática como software de gestão de recursos humanos da Cezanne pode alavancar a vossa empresa? Solicite uma demonstração e experimente as ferramentas, tanto a de Integração e Ciclo de Vida quanto muitas outras. Entre em contato com nossa equipa de atendimento e tenha todas as informações que quiseres.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Não fazemos mau uso dos seus dados pessoais. Leia a nossa Declaração de Privacidade para mais informação.