Algumas dicas de RH para gerenciar conflitos na empresa

O mundo passou por tantas coisas desde o início da pandemia, e é inevitável que todos tenham a sua própria opinião sobre a melhor forma de gerir as coisas. Quer esteja em desacordo com as vacinas covid-19, quer discutam quando as pessoas devem voltar ao trabalho no local (parcial ou totalmente), avaliar a ética das viagens de negócios ou férias no exterior…, enfim, é fácil para os colegas de trabalho envolverem-se rapidamente em conversas delicadas. E esses problemas aumentam os confrontos normais que as pessoas vivenciam no trabalho e as inevitáveis diferenças de opinião sobre a melhor forma de realizar um projeto.

As diferenças de opinião podem facilmente transformar-se num conflito aberto entre colegas, sejam funcionários ou gestores, com os recursos humanos chamados a mediar as situações. A primeira responsabilidade dos recursos humanos com a gestão de conflitos deve ser fazer tudo o que for possível para impedir a escalada de divergências antes que explodam em algo irreparável.

Ajudar os funcionários a reduzir conflitos

O conflito positivo pode ser ótimo para os negócios e para gerar novas ideias. Mas seria prudente que o RH ponderasse fornecer aos gestores e colaboradores orientações sobre como lidar construtivamente com conversas difíceis que parecem estar prestes a transformar-se em uma discussão.
Os Recursos Humanos podem sugerir cursos sobre como lidar com tais situações, podcasts, livros. Dar à equipa as ferramentas de que precisa para eliminar o conflito pela raiz evita muita dor de cabeça para todos os envolvidos.

Evitar discussões inúteis

Outra forma do RH ajudar a reduzir os conflitos é tornar os valores empresariais e a posição da equipa de liderança em questões-chave muito claras.
Os princípios-chave devem ser publicados em um local de fácil acesso para todos os funcionários e reforçados regularmente para que estejam sempre presentes. Sempre que possível, o RH e os líderes empresariais também devem comunicar regularmente as opiniões da administração sobre as principais questões que afetam a equipa; por exemplo, planos para retornar a trabalhar no local.
Por vezes, temos medo de comunicar com a equipa antes de ser tomada uma decisão final. Mas simplesmente dizer à sua equipa o que está a considerar e o facto de estar a discutir isso pode reduzir os conflitos. Isto impede que as pessoas mais abaixo na cadeia de tomada de decisão tenham divergências sobre questões que não lhes dizem respeito. E uma vez tomadas as decisões, se um funcionário discordar, eles podem informá-los através dos canais certos, para que não se encontrem a ter discussões acaloradas com colegas ou gestores sobre o rumo que a empresa decidiu tomar.

Ferramentas de formação e tecnologia para recursos humanos

Mesmo após ter feito tudo o que era possível para ajudar o pessoal a gerir as divergências entre si ou a evitar discussões comunicando os valores e a posição da empresa sobre questões de mão-de-obra, é provável que o RH ainda seja chamado para intervir em mais conflitos mais graves.

Todos os profissionais de RH devem ter um conhecimento muito profundo da gestão de conflitos. Embora seja importante para a equipa saber como ter conversas difíceis, é ainda mais importante para o RH. Se forem recomendados materiais de formação ou de referência à empresa, os recursos humanos devem primeiro torná-los seus próprios e aprender o máximo possível sobre o assunto. Os profissionais de RH também devem buscar aprender uns com os outros, entender o que funcionou para os seus colegas no passado, e partilhar as suas experiências.

A capacidade de gerir conflitos deve ser combinada com as ferramentas certas.

Ter uma ótima ferramenta para gestão de reuniões também pode ajudar os gestores de RH a ter entrevistas regulares com os colaboradores, de modo que as preocupações possam ser expressas antes de se tornarem conflitos, seja entre o gerente e o empregado ou entre os funcionários e seus colegas.

Outros modos em que o sistema pode ajudar

Outras ferramentas de tecnologia de RH que podem ser úteis para evitar conflitos incluem a tecnologia de marcação de presença, que ajuda a remover a ambiguidade e evitar discussões sobre quando as pessoas começaram e terminaram o trabalho.

O software de OnBoarding também pode ser muito útil para definir expectativas para novos funcionários e reduzir mal-entendidos na fase inicial de integração.

E o software de gerenciamento de ausências que ajuda a manter as aprovações de férias justas.

Um Portal de comunicação centralizado para compartilhar anúncios e documentos de interesse empresarial sobre Gestão de segurança, Covid-19, Smart working etc., ajuda na comunicação decisiva, evitando mal-entendidos.

Inscreva-se na nossa newsletter