Parabéns! Acabou de dar o próximo grande passo na sua carreira e tornou-se um profissional de recursos humanos.

Tornar-se um profissional de RH representa uma oportunidade para influenciar positivamente a força de trabalho de uma empresa e promover um ambiente de trabalho favorável e de sucesso. Agora estás no centro da cultura da empresa e da criação de um ambiente do qual as pessoas se orgulham de fazer parte além de ajudá-las a prosperar.

A nova atividade também permitirá contribuir para a tomada de decisões estratégicas da empresa , além de  estabelecer objetivos e aperfeiçoar processos para eficiência. Aprenderá e se adaptará constantemente a novos desafios no dinâmico mundo do trabalho. É um trabalho muito variado e gratificante.

Nuovo in HR

 

No entanto, o RH pode parecer um pouco avassalador às vezes, especialmente se você é novo em sua função. Se você entrou em uma nova empresa ou até mesmo começou no RH, pode estar sentado lendo isso e pensando: “Por onde eu começo?” E é uma boa pergunta.

As 10 coisas que todo o novo profissional de RH deve fazer em uma nova função

Adaptar-se a qualquer novo papel leva tempo e ser um novo profissional de recursos humanos não é diferente. Pode ter grandes iniciativas ou ideias que queira pôr em prática imediatamente; no entanto, o início do seu novo emprego deve ser um momento de reflexão sobre as suas experiências passadas, de escutar com atenção os que o rodeiam e aprender o máximo possível sobre a nova empresa.

Compreender a dinâmica própria da sua organização será chave para alcançar o sucesso. Tendo isto em conta, há 10 coisas que lhe recomendo que faça como novo profissional de RH para ter as máximas possibilidades de sucesso. São as seguintes:

1-ENTENDA VERDADEIRAMENTE A CULTURA DA EMPRESA

Tire um tempo para conhecer os valores, a cultura e a história da empresa. Compreender a sua cultura implica aprofundar-se nas normas, atitudes e comportamentos partilhados dentro da organização.

Com os conhecimentos que adquirir, compreenderá melhor o que motiva os empregados da empresa, como trabalham em equipa e o ambiente de trabalho como um todo. Aprofundar-se na história da empresa também fornece insights vitais sobre a sua evolução, marcos e acontecimentos significativos, que podem lançar luz sobre o seu estado atual e direção futura.

Esses aspectos, coletivamente, ajudarão a basear seu processo de tomada de decisão. Isso permitirá alinhar quaisquer novas políticas, programas e iniciativas de acordo com a ética da empresa, promovendo um ambiente de trabalho mais coeso e solidário.

2-CONSTRUA RELACIONAMENTOS E CONEXÕES

Ser um profissional de recursos humanos implica ser uma espécie de borboleta social. Eventualmente, será necessário que todos os membros da empresa, especialmente aqueles que ocupam posições decisivas chave, estejam envolvidos nas iniciativas do profissional para que se possa obter o consenso. Assim, é aconselhável que se estabeleça contacto com as principais partes interessadas, chefes de departamento e membros da equipa tão rapidamente quanto possível

Estabelecer uma boa relação e compreender as suas necessidades durante os primeiros dias e semanas ajudará a desenhar estratégias de RH eficazes a longo prazo.

3-REVER AS POLÍTICAS E PROCESSOS EXISTENTES

Familiarize-se com as políticas, os procedimentos e os requisitos de RH existentes. Isto inclui conhecer todos os procedimentos chave de RH da empresa, incluindo os relativos à recrutamento, à gestão do desempenho, às medidas disciplinares, aos planos de compensação e muito mais.

Quando conhecer bem as políticas e os procedimentos em vigor, estará em melhores condições de avaliar o que é necessário atualizar ou melhorar. A identificação de áreas para atualização ou melhoria pode ir desde a simplificação de processos complicados até ao aperfeiçoamento das iniciativas de diversidade e inclusão, passando pela resolução de lacunas nos programas de bem-estar dos empregados ou pelo aprimoramento dos programas de gestão do desempenho.

Esta abordagem proativa assegura que as políticas e procedimentos de RH da sua empresa permaneçam ágeis, adaptáveis e que suportem tanto as necessidades dos empregados como os objetivos da organização.

4-AVALIE AS PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS

Avalie as práticas atuais de recursos humanos para identificar pontos fortes e áreas para melhoria. Criar uma cultura de excelência em recursos humanos deve ser o objetivo final de qualquer profissional de RH, mas não será capaz de fazê-lo se estiver limitado por processos obsoletos ou baseados em papel.

Assim, considere a realização de uma pesquisa para recolher feedback dos teus empregados sobre o que funciona no seu departamento e o que não funciona.

 5-DEFINA OBJETIVOS TANGÍVEIS E REALISTAS

O sucesso das suas atividades provavelmente será baseado em vários objetivos fundamentais. Estes provavelmente incluirão:

– Seus esforços para apoiar a empresa atraindo e retendo os melhores talentos,

– Como promover uma cultura de empenho e satisfação,

– Promover iniciativas de formação e desenvolvimento,

– Assistir os seus superiores na gestão eficaz de desempenho no local de trabalho,

– Garantir o cumprimento e a eficácia dos processos de RH,

– Promover a diversidade, equidade e inclusão,

– Gerir os custos departamentais de forma eficiente e reduzir despesas,

– e gerir habilmente as relações com os empregados e a resolução de conflitos.

Tendo tudo isto em mente, seja proativo em colaborar com a liderança empresarial para alinhar os seus objetivos com os objetivos principais da empresa. Dessa forma será então capaz de desenvolver um plano mensurável que delineie objetivos a curto e longo prazo para as tuas iniciativas de recursos humanos.

6-ESTABELEÇA CANAIS DE COMUNICAÇÃO

A criação de canais de comunicação abertos com o departamento de RH permite aos empregados expressar as suas preocupações, procurar orientação e fornecer feedback de forma confortável e consistente, tudo isto vital para a cultura de excelência de RH mencionada anteriormente.

As pesquisas de clima incluídas em qualquer software de RH, por exemplo, oferecem uma plataforma confidencial para que os empregados partilhem as suas opiniões de forma anónima, fomentando a participação daqueles que poderiam hesitar em falar abertamente. Além disso, as plataformas digitais como os fóruns de empregados ou os portais de RH, proporcionam um espaço acessível e em tempo real para os debates, a colaboração e o envio de feedback.

Esta variedade de canais adapta-se às diferentes preferências de comunicação, garantindo a inclusão e a acessibilidade de todos os empregados, o que ajuda a promover uma cultura de transparência, confiança e participação ativa dentro da organização.

 7-PESQUISE SOBRE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

Ao analisar as lacunas de competências e as aspirações profissionais dentro das organizações, os bons responsáveis de RH podem avançar na criação de programas de desenvolvimento personalizados que satisfaçam tanto as necessidades dos empregados, como os objetivos da organização.

Estes programas, como workshops, mentoring ou talvez uma formação mais especializada ou formal, capacitam os indivíduos ao mesmo tempo que fomentam uma força de trabalho qualificada. Este duplo investimento no crescimento pessoal e na preparação organizacional cultivará uma cultura de aprendizagem contínua, beneficiando tanto os colaboradores como o sucesso a longo prazo da empresa.

 8-RECONHECER A CONFORMIDADE E AS QUESTÕES LEGAIS

Pode estar familiarizado com muitas normas fundamentais sobre a conformidade dos recursos humanos, mas nunca é demais rever os seus conhecimentos. Com isto em mente, dedique algum tempo durante as primeiras semanas a verificar se as suas práticas de RH cumprem os requisitos legais e as normas do setor. E não se esqueça de manter-se atualizado sobre as leis e regulamentos laborais relevantes para evitar problemas de conformidade.

 9-ABRAÇE A TECNOLOGIA DE RH

Se a sua empresa ainda não utiliza um software de RH específico, agora está no lugar perfeito para mudar esta situação. Ao beneficiar-se de um potencial software de RH, poderá agilizar os processos, gerir os dados de forma eficaz e melhorar a experiência geral dos empregados. Para saber por que todas as equipas de RH deveriam adotar uma transformação digital de RH, siga este link.

 10-PROCURAR MELHORIA CONTÍNUA

Por fim, empenhe-se em  avaliar continuamente as estratégias e processos de recursos humanos da empresa. Solicite feedback dos empregados e das partes interessadas e seja aberto para fazer alterações para melhorar a função de RH. Deste modo, garantirá que as suas estratégias de RH permaneçam dinâmicas e responsivas às necessidades em evolução tanto dos empregados quanto da organização.

 Aceitar o feedback e fazer as alterações necessárias promove uma função de RH ágil que se mantém relevante, eficiente e alinhada com os objetivos da empresa. Este compromisso com a melhoria contínua não só aumenta a satisfação e o envolvimento dos colaboradores, mas também posiciona os recursos humanos – e especialmente a si próprio – como um parceiro comercial chave na condução do sucesso global da empresa.