RH x Gerentes de linha: como construir um relacionamento produtivo

O relacionamento entre os gerentes de RH e de linha de uma organização pode ser complicado. Ambos têm grandes expectativas um do outro, há atrito quando as demandas não são atendidas e faíscas podem voar quando a tensão aumenta.

illustration of 2 cross looking people with arms folded

É fácil ver por que esse conflito existe. Os gerentes precisam de informações rapidamente e ficam frustrados quando sua equipa de RH aparentemente leva muito tempo para responder às solicitações. Também existe a crença de que o RH guarda os dados de informações com muita atenção e está causando uma barreira à produtividade. Os diretores de RH, por outro lado, veem os gerentes de linha como causadores de tensão desnecessária, exigindo respostas imediatas às perguntas. Alguns RHs também sentem que precisam constantemente segurar as mãos dos gerentes, impedindo-os de continuarem com os aspectos mais estratégicos de seu trabalho.

A tensão no local de trabalho é comum, é claro, mas é vital que esse relacionamento em particular não se torne um obstáculo para a implementação da estratégia de RH. Afinal, a gestão de pessoas bem-sucedida depende de ambas as partes trabalhando juntas. O RH precisa de gerentes ao lado deles – eles são os que executam as políticas de RH na prática diária, levando a visão para a prática. Da mesma forma, os gerentes precisam de apoio e cooperação de RHs quando houver um problema disciplinar em sua equipa ou for necessário realizar uma investigação no local de trabalho.

Então, qual é a solução? A ideia é que as mudanças de atitude, de ambas as partes, possam ajudar bastante a construir uma parceria mais amigável:

O que os gerentes podem fazer

Ainda existem muitos gerentes de linha que consideram o gerenciamento de pessoas algo que eles têm que fazer além do trabalho diário. Eles não se atentaram para o facto de que gerenciar pessoas é o trabalho diário. Pesquisas mostraram que os gerentes de linha desempenham um papel crítico na construção do envolvimento dos funcionários. Se as empresas querem tirar o melhor proveito de seu pessoal, precisam priorizar os gerentes de linha com as ferramentas e habilidades necessárias para coordenar adequadamente a equipa. Essa ênfase na boa gestão de pessoas também precisa ser refletida nos objetivos definidos pelos gerentes e na maneira como seu desempenho é medido e recompensado.

O que o RH pode fazer

O RH não pode assumir que todos os gerentes de linha, de alguma forma, saibam magicamente gerenciar pessoas. Existem alguns gerentes que são naturais quando se trata de comunicação, influência e motivação, enquanto outros nem tanto. Freqüentemente, as pessoas são promovidas para o gerenciamento por causa de seus conhecimentos técnicos ou de negócios, e não por seus recursos de gerenciamento de pessoas. O RH precisa reconhecer isso e oferecer oportunidades de treinamento e desenvolvimento para ajudar os gerentes recém-nomeados e os que já estão presentes, a melhorar sua prática nesta área.

Também é importante reconhecer que os gerentes podem dar voz à política de RH, considerando que são eles que a implementam no dia-a-dia. Veja-os como parceiros estratégicos, não como uma barreira à mudança. Torne-os parte do processo, ouça o que eles dizem e aceite suas opiniões.

A tecnologia pode ajudar a construir pontes?

As empresas podem fazer melhor uso da tecnologia para otimizar e apoiar seus processos de gerenciamento de pessoas. Um bom software de RH pode resolver muitos dos problemas que os gerentes de linha reclamam com o clique de um mouse, reduzindo a tensão entre os dois grupos. Ele pode orientá-los nos processos de gerenciamento de desempenho e ajudá-los a gerenciar ausências e férias anuais. Ele pode fornecer uma visão geral das habilidades disponíveis em sua equipa, para que eles possam planejar os recursos e o treinamento de acordo. A tecnologia, se usada em toda a sua extensão, pode colocar na ponta dos dedos os dados relacionados a pessoas. As empresas geralmente pensam que essas soluções de RH são apenas para os grandes players e estarão além do seu orçamento. Graças aos avanços da tecnologia, no entanto, sistemas sofisticados estão agora ao alcance de empresas de qualquer tamanho, como o software de gestão de RH da Cezanne HR.

A tecnologia, porém, não pode substituir as conversas construtivas que precisam acontecer entre gerentes e pessoas – mas certamente pode fazer muito para facilitar a vida da linha e aliviar a pressão do RH.

Não fazemos mau uso dos seus dados pessoais. Leia a nossa Declaração de Privacidade para mais informação.